Ato público contra as Fraudes nas cotas raciais no CCS/UFES.

 

REALIZAÇÃO DA PROGRAMAÇÃO DA INTERVENÇÃO POLÍTICA CULTURAL “A UFES VAI FICAR PRETA!” NO CAMPUS DE MARUÍPE!!!!

“Somos radicais? Radical é como o racismo nos silencia, nos violenta e nos mata de diversas formas todos os dias!!!” (Coletivo Negrada)

Ato público “Contra as fraudes nas cotas raciais” ‪#‎AUfesVaiFicarPRETA‬!!

 

É PROIBIDA A ENTRADA DE NEGROS, quando você frauda as cotas raciais;

É PROIBIDA A ENTRADA DE NEGROS, quando a Universidade não apura os fatos;

É PROIBIDA A ENTRADA DE NEGROS, quando a Universidade não cria mecanismo de controle das fraudes;

É PROIBIDA A ENTRADA DE NEGROS, quando o corpo discente e docente não se importam ou se manifesta contra essa política de exclusão em prática na UFES.

“Estão roubando as minhas vagas!”

(por: João Victor Santos – Estudante de Ciências Sociais – UFES)

não, não querem as minhas vagas do serviço terceirizado, precarizado que me dão sem eu pedir.

também não querem as minhas vagas nas filas dos hospitais, nos prontos-socorros, as vagas do atendimento do médico racista que não irá me tocar por nojo, essa vaga não querem.

não querem as vagas construídas e acumuladas nos presídios, as nossas vagas ocupadas e que querem esquecer e nos acusar de problema da sociedade, não essa vaga vocês não querem!

não querem as nossas vagas dos corpos indigentes, sem nome, sobrenome, chamado de excluído, de resto do mundo, vocês não querem essas vagas.

também não querem as nossas vagas nos abortos clandestinos, uma pílula, muitos sangues, uma denuncia no conselho regional de medicina para finalmente conseguir nos eliminar, essas vagas vocês não querem.

não querem nossas vagas numeradas em cada bala do calibre da PM, menos bala, menos um, mais um pra estatística no fim alcança o recorde, 40, 50, 60 mil;

não querem nossas cotas de cada camburão carregar uma historia perpetuada de navio negreiro, um trafico do morro que só reforça o texto morto da abolição.

não querem nossas vagas nos manicômios, mata nossa identidade, distorce nossa historia, não nos encontramos, de brinde, uma higienização social.

não querem nossas vagas nas covas destinadas as nossas irmãs mortas na mão de seus supostos companheiros, não querem ser hipersexualizados , objetificados, tão pouco querem ser excluídos.

não querem nossas vagas para as jornadas duplas, triplas diárias, tendo que cuidar das suas famílias, sem se quer ter direito a sentar a mesa para comer, cozinhando caviar e comendo arroz vencido, ousando ouvir que somos ‘praticamente da família’, mas que na verdade, não passamos da cozinha.

não querem a cota da carne mais barata, mais morta a mais vendida, a carne muito falada e pouco, muito pouco, ouvida, sempre silenciada e nunca legitimada mas sempre julgada.

Para cada branco sentado nessa cadeiras é uma “tia da limpeza” que limpou esse chão

Para cada branco sentado nessa cadeiras quantas ama de leites serviram os seus
quantas cantigas de ninar em suas crianças?!
Quantos suor nas lavouras para alimentar vocês?!
Quantos de nós perdemos a nossa infância para você ter seu beck
quantas de nós morreremos sangrando nos corredores dos hospitais enquanto vocês voltam pra casa com seus carros do ano?!

Vocês insistem em não ver mas cada um de vocês tem um divida com nosso povo, e chegou a hora de pagar!

‪#‎Negrada‬‪#‎AutodeclaracaoFALSAéCrime‬

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s